Minhas impressões: A guardiã da minha irmã - Jodi Picoult @Verus_Editora

Eu já chorei (emocionei) assistindo ao filme 'Uma prova de amor'... um filme baseado neste livro... e quando vi que a Verus estava lançando 'A guardiã da minha irmã'... 'cobicei'... e quando a parceria com a Verus se efetivou... eles me enviaram este livro encantador... e só estou lendo agora... porque ele será um dos livros prêmios na nossa Gincana de Aniversário #Sael.FoLi.a




Sinopse


Minhas impressões

Meu Deus, que coisa mais linda! Mais emocionante... mesmo conhecendo a história eu me emocionei... tanto que tive que me conter para não chorar de soluçar no final... porque todos aqui em casa já estavam dormindo e se eu chorasse como deveria... eu ia acordar todos...

A história é narrada em primeira pessoa... mas sob diversos pontos de vistas... achei isso muito bom... ora Anna (a guardiã) ... a menina de 13 anos que foi concebida para doar células tronco para a irmã Kate que sofre de Leucemia promielocítica aguda LPA, desde os 2 anos... ora a história tem o ponto de vista dos pais de Anna e Kate: Sara e Brian Fitzgerald ou Jesse o irmão mais velho (e problemático) das duas... e ainda por Campbell Alexander o advogado que Anna 'contrata' para defendê-la na causa de pedir que não seja obrigada a dor mais nenhuma parte de seu corpo para a irmã... além de Campbell temos ainda o ponto de vista de Júlia (a curadora ad litem - uma pessoa designada pelo juiz para observar Anna e sua família e realizar um relatório sobre qual deveria ser a melhor escolha do juiz...

Quando a história é narrada pela visão da mãe Sara... ficamos sabendo de todo o sofrimento e decisões da família... desde a descoberta do LPA de Kate... e vamos nos solidarizando (principalmente eu, como mãe) com toda dor pelas quais a família Fitzgerald passou e ainda passa... eles se assustam com a ação movida por Anna, mas quando vemos como a menina está dividida... sofrendo por tudo... e às vezes se achando a pior das filhas/irmã... e ora tendo certeza que deve tomar essa decisão...

Uma história de amor familiar... um história que nos faz pensar em como às vezes tomamos atitudes pensando no melhor para os filhos... mas que nem sempre é.... percebemos o quanto uma doença tão invasiva quanto triste pode afetar tantas pessoas a sua volta... vemos o pobre do Jesse que a cada internação/remissão de Kate se vê abandonado e 'renegado' a segundo plano... e que faz coisas para chamar a atenção dos pais... trazendo mais sofrimento para todos... e também vemos Anna que apesar de saber a sua importância na sobrevida e sobrevivência da irmã... se vê analisando se a família a ama de verdade ou se só a ama por tudo que ela pode e fez por Kate...

Não posso dizer nada mais... pois como todos sabem não gosto de 'spoiler'... mas posso dizer que quando eu li no 'Livros e blablablá' que o livro tinha um final diferente do filme... em momento algum imaginei que fosse aquele final... se preparem... leiam o livro com uma caixa de lenços ao lado... para quem gosta de livros emocionantes... 'A guardiã de minha irmã' é uma excelente indicação...


Citações

Vou tentar colocar o mínimo possível de citações... abaixo de cada uma  vou escrever a quem pertence... já que o livro tem vários ponto de vista... (outra coisa bastante interessante é a diagramação, para cada ponto de vista uma fonte diferente).

"Kate tem leucemia promielocítica aguda. ... A doença de Kate foi diagnosticada quando ela tinha dois anos; hoje ela tem dezesseis. ... Eu sou uma doadora alogênica, perfeitamente compatível com minha irmã. Quando Kate precisa de leucócitos, células-tronco ou medula óssea para enganar seu corpo e fazê-lo pensar que é saudável, sou eu quem os fornece. Quase toda vez que Kate vai parar no hospital, eu acabo sento internada também." pag 16 - Anna


"O vocabulário médico dessa menina faria alguns especialistas que eu já consultei ficarem envergonhados. Pego um bloquinho de uma das gavetas." pag 27 - Campbell


"Na minha vida pregressa, eu era advogada da área cível. Houve um momento em que realmente acreditei que era isso que queria ser - mas isso foi antes de uma criança me entregar um buquê de violetas amassadas. Antes de eu compreender que o sorriso de um filho é como uma tatuagem: arte indelével." pag 33 - Sara


"- Uma mulher não é muito diferente de uma fogueira.
....
- Uma fogueira é uma coisa linda, certo? Você não consegue tirar os olhos dlea quando o fogo está crepitando. Se puder mantê-la contida, ela lhe dará luz e calor. Só quando ela sai de controle é preciso partir para ofensiva." pag 47 - Brian (que é bombeiro/paramédico)


"Anna é a única prova que eu tenho de que pertenço mesmo a esta família, de que não fui abandonado na porta de casa por um casal fora da lei tipo Bonnie e Clyde que sumiu noite adentro. Na superfície, somos opostos completos. Mas no fundo somos iguais - as pessoas acham que nos entendem, mas estão sempre erradas." pag 101 - Jesse


"O curador ad litem é designado pelo juiz para representar uma criança durante um procedimento legal que envolva um menor. Você não precisa ser advogado para ser curador, mas precisa ter coração e saber distinguir o certo do errado." pag 116 - Júlia


"Minha família é conhecida por mentir a si mesma por omissão: se a gente não fala num assunto - abracadabra! - não tem mais processo, não tem mais falência renal, não tem mais nenhuma preocupação." pag 260 - Anna

"A vida às vezes fica tão atolada de detalhes que esquecemos que estamos vivendo. Há sempre mais um compromisso, mais uma conta para pagar, mais um sintoma aparecendo, mais um dia sossegado para marcar com um entalhe na parede de madeira. Nós sincronizamos nossos relógios, consultamos nossas agendas, existimos minuto a minuto e esquecemos completamente de dar um passo atrás e observar o que conquistamos." pag 363 - Sara


"A gente não ama uma pessoa porque ela é perfeita, ama apesar de ela não ser." pag 393 - Júlia

"Eu me dou conta de que nós nunca temos filhos, apenas os recebemos. E às vezes não é por tanto tempo quanto esperávamos ou desejávamos. Mas ainda é muito melhor do que nunca ter tido esses filhos." pag 404 - Sara

"Há estrelas no céu que parecem mais brilhantes que as outras e, quando você olha para o telescópio, descobre que na verdade são estrelas gêmeas. As duas orbitam ao redor uma da outra, às vezes levando quase cem anos para completar o trajeto. Criam um força gravitacional tão grande que não sobra espaço para mais nada. Você pode ver uma estrela azul, por exemplo, e só depois se dar conta de que ela tem uma anã branca como companheira - a primeira brilha tanto que, quando você nota a segunda, já é tarde demais." pag 426 - Brian


Sobre a autora:

Jodi Picoult é uma das autoras NYTimes bestsellers... tem 44 anos é já escreveu 18 livros:
 Songs of the Humpback Whale (1992),
Harvesting the Heart (1994),
Picture Perfect (1995),
Mercy (1996),
The Pact (1998),
Keeping Faith (1999),
Plain Truth (2000),
Salem Falls (2001),
Perfect Match (2002),
Second Glance (2003),
My Sister's Keeper(2004),
Vanishing Acts (2005),
The Tenth Circle (2006)
Nineteen Minutes (2007),
Change of Heart (2008),
Handle With Care (2009),
House Rules (2010),
SING YOU HOME (2011).

Conheça seu site aqui

Espero que a Editora Verus nos traga outros livros desta autora maravilhosa!


8 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.