Minhas impressões: 'Quando ela se foi' - Harlan Coben @editoraarqueiro



Nem sei como descrever a emoção... de ler este livro... diferente do que normalmente posto aqui no blog... este é um romance 'policial', nem sei se este é o termo correto... no site da Editora Arqueiro ele está na categoria POLICIAL... daqueles livros eletrizantes que não se quer largar... até descobrir o final...


Antes de começar quero dizer... que este foi o primeiro de muitos livros de Harlan Coben que li... adorei, quero ler todos os que já tem e os que ainda virão!!!


Sinopse



Minhas impressões

Harlan Coben publicou o primeiro Myron Bolitar thriller, Deal Breaker, em 1995, apresentando um herói que conquistou milhões de leitores e fãs. 'Quando ela se foi' é o primeiro livro sobre Myron Bolitar editado pela Editora Arqueiro... masele é o nono livro sobre Myron Bolitar:
  1. DEAL BREAKER (Quebra de confiança - lançamento novembro/11)
  2. DROP SHOT
  3. FADE AWAY
  4. BACK SPIN
  5. ONE FALSE MOVE
  6. THE FINAL DETAIL
  7. DARKEST FEAR
  8. PROMISE ME
  9. LONG LOST (Quando ela se foi)
  10. LIVE WIRE (Alta tensão)
Eu não senti falta de ter lido os anteriores para entender ou mesmo gostar muito do livro. Mas eu gostaria de ler todos os anteriores... visto que me tornei fã da escrita de Harlan Coben.

"Quando Harlan Coben publicou a primeira história com Myron Bolitar, apresentou um herói que iria conquistar milhões de fãs. Ao longo dos vários livros que protagonizou, Myron se revelou agente, detetive particular e um amigo sempre pronto a defender seus clientes ou quem quer que lhe pedisse ajuda."

Myron Bolitar é um agente de atletas e celebridades, mas que recebe um telefonema de uma 'amiga', uma mulher maravilhosa, com teve um caso de amor e sexo há dez anos... e que liga pra ele pedindo sua ajuda em Paris... Myron sempre se envolve em investigações a fim de ajudar clientes ou amigos... e desta vez... apesar de não querer ir no início... as coisas modificam e ele acaba indo ao encontro de Terese Collins...

Ao chegar em Paris... ele já se vê 'enrascado' com a polícia francesa... no aeroporto e demora um pouco para encontrar-se com Terese... que vai contando aos poucos o mistério que envolve sua vida e o seu pedido a Myron para encontrar-se com ele em Paris... depois que ela recebeu um telefonema de seu ex-marido Jack Collins... e Myron acaba se envolvendo em uma aventura onde existem árabes... israelenses... franceses... polícias francesa, Interpol, Cia, Mosad, uma trama muito bem elaborada e envolvente... com uma relação ao 11 de setembro... que tanto mexeu com os americanos e o mundo...

Myron tem um grande amigo... Win... na realidade o milionário Windson Horne Lockwood III com quem estudou em Duke... e eles são uma dupla infalíveis juntos... além de Esperanza Diaz... que também é uma grande amiga e que sempre o ajuda. Os dois Win e Esperanza são sócios de Myron na MB Representações, a agência de Myron...

As aventuras de Myron a fim de ajudar Terese é eletrizante... viciante... tem muita aventura... mas tem um romance muito suave e bem bonito... não consegui largar o livro até terminar... e pelo que pude ler em minhas pesquisas... está é uma característica dos livros de Harlan Coben, que é chamado de "o mestre das noites em claro"... eu só não passei a noite em claro... porque ando super cansada e o sono me venceu... adorei a forma de escrita de Harlan Coben, ele tem um humor delicioso... e em diversas partes do livro gargalhei por causa das piadinhas de Myron e/ou Win.

Fiquei feliz ao saber que os livros anteriores de Harlan serão lançados pela Arqueiro... e já estou de olho no próximo livro da série Myron Bolitar - 'Alta Tensão' recém lançado pela Editora Arqueiro.

"Os outros títulos da série deste ex-atleta que se tornou um investigador sagaz e bom de briga sem perder o lado humano serão publicados em breve pela Editora Arqueiro."


Citações

"- Há quanto tempo a gente não se fala? Uns sete anos?- Quase oito.- Eu liguei para você - comentei. - Muitas vezes.- Deixei recados. Mandei cartas. Tentei encontrar você.- Eu sei - repetiu ela....- Quando você precisou de mim - disse ela -, quando precisou de verdade, eu não deixei de você na mão, deixei?- Não, não deixou." pag 10


"Ali dissera que não ficaríamos juntos para sempre. No caso de Terese, bem, provavelmente não ficaríamos juntos todos os dias, mas havia algo que no unia, algo difícil de definir, um sentimento que podíamos deixar em uma gaveta durante anos sem nunca duvidar de que ele continuaria lá. Talvez as coisas devessem mesmo ser assim." pag 36


"Mas não se deve julgar ninguém pela expressão corporal. Uma liçao que fui aprendendo ao longo dos anos. Policiais são invariavelmente incrédulos e conseguem informações por isso. Enquanto eles fingem que não estão acreditando, a pessoa continua a falar, tentando se defender e se explicar, e acaba revelando o que não pretendia." pag 69


"Um refúgio para pessoas que tinham suado a camisa o dia inteiro e agora buscavam sua merecida diversão. Era simplesmente impossível tentar se passar por frequentador de um lugar como aquele. Eu estava de jeans, mas nem de longe parecia me encaixar ali. E Win era a própria barra de chocolate na mesa de café da manhã de um spa." pag 89


"Quando nos beijamos, foi tempestade e redenção, uma entrega que até então eu desconhecia. Foi como se eu estivesse parado ali, bem quietinho, rendido, o coração tamborilando contra as costelas, o pulso disparado, os joelhos bambos, os dedos dos pés retesados, os ouvido zunindo... o corpo inteiramente tomado de paz e felicidade.Naquela noite nós sorrimos e choramos. Beijei mil vezes aqueles lindos ombros nus." pag 131


"De uma hora para outra, ambos me pareciam velhos demais. Mas a vida é assim, não é? A gente passa um tempo sem ver uma criança e fica espantado com o crescimento dela. A gente passa um tempo sem ver um idoso e fica espantado com o envelhecimento dele. Acontece a toda hora." pag 154


"Ouvi os homens na mata, não muito longe de mim. Eu não tinha escolha. Precisava fazer alguma coisa. Olhei para o casarão vitoriano à minha direita e algo parecido com um plano começou a surgir na minha cabeça. Apertei os dedos contra um pedra grande." pag 239


"Há crianças que têm infâncias ruins e se transformam em adultos carinhosos e outras que iram sociopatas. Você com certeza tem amigos que criaram filhos de maneira idêntica e, apesar disso, um é extrovertido e o outro, tímido, ou um é pão-duro e outro é esbanjador. Os pais logo descobrem que sua influência só vai até certo ponto." pag 248

11 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.