Minhas impressões: A Travessia - William P. Young @editoraarqueiro

Eu li 'A Cabana' e gostei, muito, há uns três anos e fiquei muito satisfeita por ter tido a honra de receber uma das provas de 'A Travessia', do mesmo autor. O livro chegou para mim com um cartãozinho super fofo da Editora Arqueiro, um surpresa muito agradável e feliz! Mas acabei, por estar muito enrolada com minhas leituras, ainda estou, acabei lendo depois que o livro já estava nas livrarias (lançamento em 06/11).

Capa linda... sempre que vejo o céu... em todas as suas nuances... nascer ou por do sol... nuvens, chuvas... me recordo do 'Poder de Deus'!

Tenho uma amiga que diz que eu amo fotografar sol... lua... céu... realmente, amo fotografar o céu, por me sentir mais próximo dEle. Amostra de algumas de minhas fotos de céu:



Sinopse
Leia aqui 1º capítulo

Fanpage em homenagem ao autor, criada pela Editora Arqueiro.

Minhas impressões

'A Travessia' é um romance que nos faz 'conhecer' um pouco mais, ou conhecer, para aqueles que não tem contato com Ele, sobre a Bondade do Pai. O livro tem um cunho religioso, mas não é católico, fala sobre Deus, sobre fé, sobre o que podemos fazer conosco e com nossas vidas, o quanto podemos nos destruir e afastar aqueles que amamos se mudamos nosso coração, nossa alma e a nossa fé, o nosso Deus se torna outro que não o Deus Bondade.


O livro é a história de Anthony Spencer um homem, rico em dinheiro e tristezas mas pobre em afeto, amigos e que sofre com um problema cerebral que o deixa em coma... e o faz passar por uma 'Travessia' auxiliado por Jesus, o Espírito Santo e alguns Seres Humanos incríveis...

"Lembrou-se de sair às pressas, descontrolado, de seu apartamento, apertando a cabeça que parecia prestes a explodir, e de ir cambaleando até a garagem em busca do carro. Sua última recordação era a de estar sendo atraído em direção à luz. Agora se encontrava ali, sem a menor ideia de onde era esse 'ali'." pag 33


Eu sou católica, acredito em Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Não importa a religião que temos, não importa se frequentamos ou não uma Igreja, creio que Deus é verdadeiramente a BONDADE que há em cada um de nós... e este livro, mais que encantador me fez sentir ainda mais esta bondade para com todos os seus 'filhos', todos, inclusive os que se afastaram dEle em determinado ponto da vida ou daqueles que nem acreditam em sua existência.
"Existe somente um Deus. A escuridão da escolha pela independência deixou a humanidade cega em relação a essa verdade tão simples. Então, antes de qualquer coisa, um só Deus. Por mais que discordem quanto aos detalhes - e os detalhes e desentendimentos são substanciais e importantes -, os judeus com suas facções, a variedade de cristãos, os muçulmanos com suas divisões internas, todos concordam com o seguinte: existe apenas um Deus, não dois, três, ou mais, apenas um." pag 65

Tony passa pela 'Travessia' tendo contado com Deus, Pai, Filho e Espírito Santo ("A diferença é o relacionamento: três pessoas unidas, porém distintas." pag 66) e se relaciona com cada um de forma distinta, aprendendo a entender-se...
"- A dor é real e verdadeira. Acredite em mim, Tony. Uma transformação sem esforço nem dor, sem sofrimento, sem uma sensação de perda, é apenas uma ilusão de verdadeira mudança." pag 60

a perdoar-se...

"- Grande parte do que você precisa perdoar nas outras pessoas, e especialmente em si mesmo, é a ignorância que machuca. Não é só de propósito que as pessoas magoam umas às outras. Na maioria das vezes, elas simplesmente não sabem agir de outra forma. Não sabem ser algo diferente, algo melhor." pag 70

 e fazer algumas escolhas...


"- Nunca se sabe se uma coisa vai ser uma boa ideia. Você simplesmente faz uma escolha, se deixa levar pela correnteza e espera para ver o que acontece. Já que a graça que você recebeu só vale por um dia, por que não esbanjá-la?- Está bem - ele concordou. Era uma escolha possível: aproveitar a graça daquele dia. Afinal, tudo o mais não passava de ilusão." pag 223


Enquanto encontra-se em coma, atravessando um mundo que ele construiu com suas escolhas antigas e precisando acertar alguns atos do passado e querendo acertar sua atual e futura vida.

"- Você está preso, por assim dizer, entre a antevida e a pós vida, e a ponte que une esses dois estados é a intravida, a vida da sua própria alma." pag 130

Em um determinado momento Tony passa por um encontro com sua 'qualidades' e fica muito triste, decepcionado e eu me lembrei de um texto sobre 'A loja de Deus', em um slide show abaixo da citação, e percebi o quanto as nossas escolhas, nossas percepções nos 'norteiam' e nos transformam em quem somos.

"- Por que você existe? - perguntou Tony, em tom de exigência.- Ora, para ajudá-lo a tomar decisões - respondeu Ego, enquanto uma expressão astuciosa cruzava seu rosto deformado. - Estou aqui para lembrá-lo de quão importante o senhor é, de como é necessário para o sucesso daqueles que dependem do seu apoio, de quanto essas pessoas lhe devem. Para ajudá-lo a não perder de vista as maneiras como elas o ofenderam, os erros que cometeram e que lhe custaram caro. Minha função é sussurrar em seu ouvido que é o senhor quem conta no mundo. Se. Spencer, o senhor é um homem muito importante, e todos o amam, admiram e respeitam." pag 160




Cada capítulo tem uma citação encantadora como a abaixo:


Um livro emocionante, tocante, que me conquistou, me fez chorar e que indico a todos que tenham Deus em seu coração! Um excelente presente para o Natal!

1 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.