Resenha de Dublê de Corpo, Tess Gerritsen, Editora Record, by @nandamartinez

Olááá pessoas,

Alguém lembra da resenha de Relíquias? Pois é, hoje é dia de resenhar mais um livro dessa que se tornou a minha segunda série literária favorita, Rizzoli & Isles. Como a pessoa que vos escreve é louca e muito ansiosa, eu fui comprando alguns livros da série por promoção e comecei a ler pelo último livro, Relíquias. Agora é a vez do livro número 4. Vamos lá? 




Sinopse - Dublê de Corpo - Rizzoli & Isles Vol.4 - Tess Gerritsen

A Dra. Maura Isles (personagem de O Pecador) fica chocada ao descobrir que a vítima de um assassinato é idêntica a ela própria. Filha única, Maura verifica que o resultado do teste de DNA confirma o fato assustador: a misteriosa sósia é, na verdade, sua irmã gêmea.   Agora, uma perigosa investigação de homicídio se transforma numa perturbadora viagem ao passado. Essa jornada levará Maura à mãe que jamais conheceu ? uma mulher fria que lhe deu a vida,mas que pode ter um plano para tirá-la. 

Em Dublê de Corpo, ficamos conhecendo um pouco mais da história da doutora Maura Isles. Tudo começa quando a médica volta de uma conferência, em Paris, e encontra um verdadeiro circo em sua casa, pois todos achavam que a mesma havia sido assassinada naquela noite, em um carro, na frente de sua casa. Descoberto que a doutora estava viva, a detetive Jane Rizzoli leva a legista para dar uma olhadinha no corpo para que a médica entendesse o motivo do alvoroço. Geeeeeeeeeentem, vocês não estão entendendo. A vítima é a cópia da Maura. Simples assim. Até a própria Maura leva um susto, mas prefere pensar que isso foi uma infeliz coincidência. 

Ao realizarem a autopsia, Maura vai percebendo que as semelhanças entre ela e a estranha na sua mesa são mais do que ela poderia ou queria imaginar, indo do tipo sanguíneo a data de aniversário. Acho que já ficou meio óbvio que ambas eram gêmeas, né?. Pois é gente, a coisa não para por aí, porque a doutora vai não só atrás do assassino da irmã, como da sua própria origem. Para quem não leu a série, a Maura foi adotada quando criança, não sabendo a sua origem ou quem eram os seus pais. E eu aposto, que depois de investigar, ela desejou não ter descoberto quem seus pais verdadeiramente eram, pois quando você imagina que a vida da patologista forense era fechada e reservada, como ela, a Tess vem e acaba com todos esses pensamentos, nos fazendo adentrar em uma trama cheia de mistérios, inteligente e eletrizante. De tirar o fôlego mesmo. E eu garanto que ninguém imaginava aquele assassino no final. O livro é puro UAU, como todos os livros da diva Tess Gerritsen. 

Nesse livro, ela nos leva a conflitos como: O DNA realmente importa? Nosso caráter, quem somos por dentro, é definido por ele? Somos mesmo como nossos pais? Somos reflexos deles, ou somos o que queremos ser? 

Mal posso esperar pelos próximos livros da série para saber como tudo que levou a Relíquias aconteceu. Eu poderia contar para vocês sobre a vida particular da Jane e da Maura, mas isso seria spoiler, né?. Só digo que a vida da Jane está tomando um rumo o qual ela certamente não esperava, e a Maura está aprendendo que o coração é muito mais forte que a razão. Querem saber por que? rsrsrsrs * Blogueira má* 

Até a próxima... 


                                                                                                            

1 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.