Minhas impressões (MI-32/13): Corpo de Delito - Patricia Cornwell - Editora Paralela @cialetras

Completamente atrasada, minha resenha desta semana, saindo só hoje, por causa da mudança...

Corpo de Delito é o segundo livro da Série Scarpetta, que a Companhia das Letras está relançando, agora na ordem correta, pelo selo Paralela, o que ajuda no preço do livro, sem perder em nada na qualidade.


Sinopse

Minhas impressões

Gostei mais deste livro do que do primeiro, acho que os autores vão se superando a cada novo lançamento. E agora Kay Scarpetta se encontra com um antigo namorado, pelo qual já me apaixonei, e seu coração fica abalado.

"Mark, sentado perto da janela, deixara uma pasta aberta no chão, ao lado da poltrona. Naquele instante de hesitação, quando meus pés não sabiam em que direção seguir, seus olhos cruzaram com os meus, numa súplica muda, enchendo meu coração de emoção e terror." pag 265

A trama do livro é repleta de suspense, eu fiquei desconfiada de várias pessoas, há mortes violentas realizadas pelo mesmo assassino e mortes relacionadas, mas suicídios...

"Há elementos pessoais no assassinato de Beryl. Cortes na face, excesso de golpes. Isso tudo combina com alguém que ela conhecia. Um sujeito com uma obsessão forte, secreta. Mas observá-la a distância e segui-la não se encaixam no padrão. São atos próprios de um assassino desconhecido".
(...)
"Em sua opinião, qual é o perfil psicológico do criminoso?" perguntei a Wesley.
"Branco, vinte a trinta e poucos anos. Inteligente, vindo de um lar desfeito, onde faltava a figura paterna. Também pode ter sofrido violências na infância. Físicas e psicológicas. Solitário. Isso não significa que ele mora sozinho, contudo. (...) Leva vida dupla. Existe um homem, que o mundo vê, e o outro, obscuro. É um compulsivo-obsessivo, um voyeur." pag 46/47


Adoro a interação de Kay (médica legista) com Marino (o detetive e policial) que é seu amigo e meio 'anjo da guarda'...

"Ei. Isso não é brincadeira." Ele parou no vestíbulo, e deu meia-volta. "Você está brincando, certo?"
"Claro", sorri, dando um tapinha nas costas dele.
"Falo sério, doutora. Não faça nada do gênero. Se ouvir a voz dele na secretária eletrônica, não atenda..." pag 245

Gosto de como Kay sempre se envolve na investigação o que sempre leva a que 'a coisa' chegue perto dela.

"Depois eu caí, choramingando, enquanto o vento e a chuva fustigavam a casa com força, e o sangue (...) Meu corpo sacudia, enquanto eu soluçava e não consegui me mover antes do quinto toque do telefone." pag 284


 Próximo da série, lançado semana passada.
Eu já estou doida para ler... para descobrir se teremos um pouquinho mais de romance entre Kay e o misterioso e lindo Mark.


Desculpem-me por esta resenha fraca... eu estou cansada e a inspiração me abandonou... com certeza a série Scarpetta é boa, muito boa... e eu indico com toda certeza!!!!


1 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.