Minhas impressões (MI-91/13): Quero ser seu - @bellaandre #Sullivans06 @Novo_Conceito

Esta é a terceira vez que leio a história de Ryan Sullivan, que é um dos meus Sullivans preferido... eu li umas duas vezes em inglês e agora reli em português... Já falei sobre o livro, aqui, assim como falei dos outros, mas agora a resenha será um pouco mais completa.


Tenho uma ressalva sobre o título, que no original é 'Let me be the One' e que no Brasil ficou meio nada a ver... a tradução 'literal', seria: "Deixe-em ser o seu Amor" e dentro do livro quando há uma citação ao título, à música:
"Let me be the one for real this time." 
Na tradução ficou:
"-Quero ser o amor da sua vida de verdade desta vez." pag 272

Acho que o título do livro poderia ter sido 'Quero ser o amor da sua vida'... o que acham?

Sinopse

Minhas impressões

Vicki Bennet e Ryan Sullivan se conhecem e são amigos desde os 15 anos. Mesmo que desde que Vicki se mudou de São Francisco, tendo morado lá por apenas 1 ano, eles mantiveram a amizade à distância, principalmente por contato telefônicos, nunca conseguiram se reencontrar pessoalmente... mas para ambos a amizade é eterna e é um com o outro que eles são eles mesmos, na essência.

"Embora uma meia dúzia de mal-entendidos houvesse impedido que se encontrassem pessoalmente desde os tempos da escola, eles sempre mantiveram contato por e-mail e telefone.
Vicki era sua amiga. pag 12

Vicki se casou após o término da faculdade de artes, ela é escultora, e vivia na Europa, enquanto Ryan fazia sua carreira de sucesso como o grande e maravilhoso arremessador do time de Baseball San Francisco Hawks. Agora, após 15 anos sem se verem e o término do casamento de Vicki, ela volta a São Francisco.

No epílogo de 'Se você fosse minha', Ryan recebe e um SMS de Vicki e no início deste livro ele vai 'salvá-la' e ao chegar onde ela estava sendo assediada pelo organizador de um Concurso de Artes, Ryan finge se o namorado de Vicki.
"Vicki não era o tipo de mulher que dava alarme falso. Não teria enviado a mensagem só para chamar a atenção dele. Além de sua mãe e irmãs, era a única mulher que era verdadeira com ele e que não queria nada dele além da amizade." pag 13

Ryan e Vicki sempre foram amigos, mas eles sempre foram, também, apaixonados um pelo outro, mas a amizade era mais fácil de manter. Agora, que Ryan a levou para a casa dele, é muito difícil manter a atração entre eles apenas no nível de amizade.

"No entanto, a principal razão era mais profunda do que a amizade. Ryan não só queria Vicki, não só ansiava por seu riso, suas curvas e sua boca, desejando-a na dele. Ele a amava! E todas as outras mulheres com quem saíra dese o dia em que ela entrara em sua vida estavam apenas ocupando um lugar que já tinha dona." pag 98

Vicki sempre amou a família Sullivan, sempre se sentiu bem entre eles, e como eles tem que fingir que são namorados, principalmente para a imprensa, ela não aceita que eles escondam a verdade da família. Claroo que todos os irmãos e a mãe de Ryan entendem, apoiam e ajudam ainda mais ao saberem do 'segredo'.

Quando, enfim, se entregam à paixão, o relacionamento passa a ser verdadeiro e o Amor é lindo... Ryan é um dos meus Sullivans preferidos, ele faz de tudo por Vicki e sua segurança e seu futuro e pelo fortalecimento da auto estima de Vicki que foi muito afetado pelo casamento. Mesmo quando eles se tornam namorados de verdade a amizade está sempre presente. E a inspiração de Vicki faz ela criar uma maravilhosa peça de arte e conseguir posições importantes na carreira.

"Ryan nunca tivera que lutar por muita coisa na vida. Escola, esporte, amigos, mulheres - tudo havia vindo fácil. Até a amizade com Vicki sempre fora natural, agradável - fácil -, desde o início.
Mas amizade não o satisfazia mais.
Ele queria o que seus pais haviam compartilhado.
Ele queria o que seus irmãos e irmãs haviam encontrado, um depois do outro.
(...)
A vida toda Vicki havia perseguido um sonho, acreditado em um sonho e tentado transformar em realidade seus sonhos mais apaixonantes. Agora, chegava finalmente a vez dele de perseguir um sonho. De acreditar nele. De tentar.
Ryan Sullivan finalmente havia encontrado alguma coisa pela qual era importante lutar.
Amor." pag 201

O final não chega a ser surpreendente, mas é na noite de premiação do Concurso e Ryan e Vicki estão juntos de verdade e felizes.

"Os anos imediatamente desapareceram e ficaram apenas os dois de novo, um garoto e uma garota que eram amigos... e que acabariam partilhando o restante da vida juntos." pag 282

Mais um livro de Bella Andre que me cativa, pela emoção, pelo amor, pela amizade e pelo 'erotismo' sutil, que a meu ver nem pode ser classificado dentro desta classificação, junto de outros livros com cenas, palavreados e atos muito fortes.



O próximo livro contará a história de Smith... o segundo filho, o grande ator de Hollywood, e que também é um dos meus preferidos... e vamos aguardar ansiosamente pelos título e capa brasileiros de 'Come a little bit closer'.

6 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.