Minhas impressões: Pureza Mortal (#15) J. D. Robb (Nora Roberts) @editorabertrand


Todos os livros da Serie Mortal… são mortalmente viciantes e surpreendentes… mas em Pureza Mortal, Nora Roberts  se igualou a Agatha Christie… em nenhum momento desconfiei de um dos  membros importantes da Organizaçao desbaratada por Eve Dallas em Pureza Mortal.

Sinopse




Minhas impressões

Uau!!! Mais que demais!!! Mag!!! São algumas  das expressões que posso usar para descrever Pureza Mortal e toda a Serie Mortal e também, logicamente, Nora Roberts.

O livro 'Pureza Mortal' é passado no verão de 2059... um 'calor de matar' e a população de New York anda altamente nervosa... por causa de tanto calor... e a polícia anda muito atarefada com os crimes que andam ocorrendo por causa de tanto calor... mas o livro começa com uma das vítimas dos crimes que Eve e cia vão investigar no livro... Louie K. está muito... muito nervoso, mas não é por causa, apenas, do calor...


"Louie sentia a loucura lhe florescer dentro do cérebro como se fossem rosas negras." pag 09

Em 'Pureza Mortal' tantas coisas acontecem… tem crimes tecnológicos … um vírus de computador enviado a pessoas escolhidas, por terem seus nomes ligados a casos onde não se conseguiu mantê-los presos, geralmente relacionados a crianças, adolescentes... os mortos, são pessoas más... escolhidos 'a dedo' por uma 'organização' que se intitula 'Buscadores da Pureza' ... mas acontecem assassinatos e acidentes com outras pessoas não relacionadas... como um policial da DDE (Divisão de Detecção Eletrônica) que ao examinar um dos computadores infectados com o tal vírus... também foi infectado... para trabalhar neste caso, mais uma vez Roarke é 'contratado' como Consultor civil... já que em casos de eletrônica ele é uma assumidade... um gênio... e trabalhando com Feeney, McNab e mais um 'consultor' chamado por Roarke... eles se tornam 'O que há!'... o tal 'consultor técnico requisitado por Roarke para ajudá-los é Jamie... um rapaz, danado de competente em eletrônica... que já apareceu em 'Cerimônia Mortal'... e que é neto de um policial falecido, quem já leu Cerimonia Mortal, sabe de quem estou falando... o sonho de Jamie é se tornar tira... como seu avô e ser tão bom quanto os melhores com quem está trabalhando desta vez... 

São muitas coisas acontecendo em 'Pureza Mortal'... tem policial morto, nenhum dos que já conhecemos... mas alguns de nossos queridos personagens, sofrem 'acidentes' neste livro que nos fazem 'tremer nas bases' e Eve fica muito insegura com tudo... principalmente por serem amigos e por se sentir culpada direta ou indiretamente por tais acidentes... além disso temos novidades boas acontecendo com Mavis, a amiga mais antiga de Eve, e sua participação neste livro é muito legal...

A maioria dos trabalhos de investigação em 'Pureza Mortal' é feita dentro da casa de Eve e Roarke... toda a equipe (Eve, Roarke, Feeney, Peabody, McNab, Baxter, Trueheart e Jamie) ficam sempre por lá... até se hospedando por lá... e isso é muito interessante pela amizade e intimidade entre todos... o que os transformam em uma espécie de família... até o Comandante Whitney e o Secretário de Segurança Tibble vão à casa deles para uma reunião secreta... Mira e Nadine aparecem por lá também...

As cenas de amor entre Eve e Roarke neste livro são lindas, não tão românticas quanto em Reencontro Mortal, mas tão intensas quanto e continuo encantada com a relação de amor e compreensão e companherismo entre os dois e em como os dois se completam e em como o amor dos dois está cada vez mais sólido é lindo!

Eu fico impressionada com a quantidade de dados que Nora Roberts usa em todos os seus livros... fico imaginando as pesquisas que ela deve fazer e que ela deve pessoas especializadas em todas as áreas que a ajudam a escrever seus livros... em 'Pureza Mortal' assim como em 'Êxtase Mortal' ela deve ter contado com a ajuda de pessoas especialistas em computação e eletrônica para ajudar a criar os 'males' que estão nos livros...

Ainda não começou a ler a Série Mortal? Tá esperando o quê??????


Detalhe interno do livro... 'cursor' do mouse


Citações

"O excesso de calor tornava as pessoas agressivas, mesquinhas e idiotas, refletiu Eve, e essa combinação muitas vezes acabava em sangue." pag 12

"- É dureza uma mulher ser obrigada a usar um vestido deslumbrante, se cobrir de diamantes e, ainda por cima, ter que engolir champanhe e aturar crocantes croquetinhos de lagosta ao lado do homem mais bonito que já nasceu neste planeta ou fora dele. Não sei como você consegue aguentar todo esse fardo nos ombros, Dallas.- Não enche!- Enquanto isso eu estou aqui, livre, leve, solta e pronta para sentar num banquinho espremido da esquina, dividindo a comida e a conta com McNab....- Quer arranjar encrenca, Peabody?- Não, senhora. - Peabody fez cara de humilde. - Quero apenas que você saiba que pode contar com o meu apoio, neste momento difícil." pag 13


"- Não faça nenhum comentário sobre eu ser sentimental - avisou ela -, senão você vai ficar feliz por estarmos em um hospital, depois que recobrar a consciência.- Eu nem pensaria nisso - Roarke esfregou a palma da mão contra a dela -, dona tenente Coração Mole.Ela o olhou meio de lado, mas se levantou sem apelar para a violência e propôs:- Vamos dar o fora daqui." pag 102

Um passeio 'caminhada' de Eve e Roarke pelos jardins de sua casa é descrito...
"Tudo era exuberante e, de algum modo, perfeito, sem dar a perceber que outras mãos que não as da Mãe Natureza haviam trabalhado ali.- Quem cuida de tudo isso, afinal de contas?- Duendes, é claro. - Ele riu e entrou com ela em um túnel arborizado onde centenas de rosas subiam ou despencavam para se espalharem, em seguida, sobre a grama sombreada.- Elfos importados da Irlanda?- Naturalmente." pag 106


"- Ninguém vai editar nem censurar nada do que queiram desabafar, mas precisamos que vocês abordem alguns pontos-chave e utilizem um jargão específico. É muito importante mostrar que o Departamento de Polícia da Cidade de nova York está unido neste momento. Nadine vai gravar as entrevistas aqui mesmo." pag 143

"Na avaliação de Jamie, qualquer especialista em informática digno desse nome tinha de ser capaz de trabalhar manualmente tão bem quanto com comandos de voz, e devia saber qual método seria melhor para cada situação.Roarke era o ultramegamassa dos técnicos em eletrônica." pag 162


"- Um técnico é sempre técnico, com distintivo ou não. Poderíamos discutir o problema, porque você tem o distintivo, mas é o meu equipamento que está sendo usado na operação. Por que não resolvemos a parada como dois verdadeiros irlandeses?Um ar de diversão e desafio iluminou o rosto de Feeney.- Você que sair na porrada ou quer beber?Roarke riu." pag 167


"- Não vem com esse papo-furado de eu ser 'civil' para cima de mim que isso não cola. Você quis a minha ajuda, e foi por isso que eu entrei para a equipe.- E posso tirá-lo dela.- Sim, claro que pode. - Ele concordou com a cabeça, mas logo estendeu o braço, agarrou-a pela gola da blusa e a puxou por cima da mesa. - Só que não vai fazer isso, porque os mortos significam mais para você do que o seu orgulho.- Eles não significam mais do que você.- Droga! - Ele a soltou e enfiou as mãos nos bolsos. - Isso foi golpe baixo." pag 202


Veja a participação de Mavis:
"- Hoje é o dia mais feliz da minha vida! - anunciou a recém-chegada. - O ultrasuper dia mais que demais, o melhor dia que alguém já inventou. Eu te amo, Dallas.- Então, por que está tentando me matar?- Desculpe, desculpinha! - Mas ela tornou a abraçar Eve com tanta força que seus ouvidos começaram a zunir. - Preciso conversar com você." pag 212/213
"- Isso não é ultra? Não é mais que demais à enésima potência?" pag 214



"Não tinha certeza do momento exato em que a ficha caiu. Talvez tenha sido quando Feeney roubou um pouco de massa do prato de Roarke, ou quando Jamie ofereceu mais um pedaço de pizza para McNab no instante em que ele esticou o braço para se servir. Talvez a sensação estivesse ali o tempo todo, e esperou por aquele instante para se tornar óbvia.Mira disse exatamente isso no terraço. Família.Era isso que as famílias faziam, percebeu. Era isso que ela nunca tinha vivenciado quando criança. Refeições barulhentas e confusas, com todo mundo falando ao mesmo tempo. Não era tão irritante quanto parecia." pag 238/239


"Lembra o jeito como você lidou com Jamie hoje de manhã? Sabe o que eu disse sobre você arrasar com ele, fazê-lo se sentir o cocô do cavalo do bandido e depois levantar seu moral? Pois é... Dukes não se preocupou com a última parte desse ciclo. Minha impressão é que ele transformou a vida do pobre garoto num inferno pessoal. Vou prendê-lo, e vou agarrar o resto do bando." pag 298


"Galahad veio se aproximando, lentamente, da mesa e dos pratos. Roarke olhou para ele com cara de mau. O gato parou, esticou a pata e começou as lambê-la como se esses fossem seus planos desde o início." pag 344

"- Somos a solução - ele disse. - Temos coragem para agir, enquanto outros se sentam de braços cruzados.- Aposto que Hitler disse essa mesma frase. Para o chão! - Ela o empurrou até colocá-lo de joelhos. - Cara no chão e mãos atrás da cabeça!" pag 401


Chega de citações... não dá para vocês saberem pelas citações nem um milésimo do que acontece no livro... tem que ler e vibrar com cada página... assim como eu...



ESTA RESENHA FAZ PARTE DO #MesNoraRoberts












12 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.