Um outro olhar #11 - Resenha by @BeetaRodrigues 'Asas' Aprilynne Pike @editorabertrand

No 'Um outro olhar' de hoje... apresento para vocês uma das novas colaboradoras do Fotos e Livros, à partir de janeiro de 2012, como já disse antes... a Nanda Martinez e a Beeta Rodrigues, nossa resenhista de hoje, estarão conosco sempre às terças-feiras, intercalando ou juntas... resenhando para nós...

O livro de hoje... é Asas... que eu tenho, a Math, do Envenenadas, comprou por mim na Bienal do Rio... mas o tempo, como vocês já estão cansados de saber está curto e a fila de livro enorme... por isso, não serei eu a resenhá-lo aqui no blog... mas tenho certeza que vocês vão amar, assim como eu... a resenha que a Beeta fez para nós!

Com vocês... Asas por Beeta Rodrigues...



Sinopse


Comprei esse livro no paraíso que foi a Bienal do Rio de Janeiro nesse ano, no estande do Grupo Record. Vou confessar, não tinha conhecimento desse livro até ver a capa, e a Fernanda Martinez, minha fiel companheira, comentar que tinha escutado que era muito bom. Eu me apaixonei a primeira vista pela capa. Minha cor preferida é roxo, meu quarto é roxo, tenho tudo roxo. Pronto falei. Então essa capa não foi muito difícil de me cativar. E quando li a sinopse, curti e resolvi levar. E não me arrependi!


Muito cativante, o livro conta a história de Laurel, uma menina de 15 anos, adotada, e que sempre estudou em casa, e que aparentemente levava uma vida normal. Até mudar para uma cidade um pouco maior e perceber que há algo de estranho com ela.
Ela era uma jovem de quinze anos, miúda e esguia, com um rosto ovalado perfeito e olhos verde-claros’ - pag 13

Ao longo de alguns dias ela sente algo crescer nas suas costas. E descobre que são asas.
 ‘Por um momento, Laurel ficou hipnotizada, olhando com olhos arregalados para aquelas coisas pálidas. Eram assustadoramente belas – quase belas demais para serem descritas. Laurel virou-se novamente de frente para o espelho, os olhos fixos nas pétalas flutuantes que pairavam ao lado de sua cabeça. Quase se pareciam a asas’ -pag 49

A única pessoa para quem conta é seu novo amigo David, da sua nova escola. Ele é um fofo, do tipo amigo para todas as horas, e algo mais para outros momentos. Antes mesmo de tratá-la como aberração, ele dá todo o apoio pra ela, mostrando ser justamente quem ela precisa. E juntos vão descobrindo o que está acontecendo no corpo de Laurel. Aos poucos vai juntando alguns fatos da vida dela e tudo começa a fazer sentido (ou não).
‘Os olhos dele foram a primeira coisa a atrair sua atenção. Eram de um azul-claro que contrastava com o tom moreno de sua pele. A cor parecia incoerente ali, mas não de maneira negativa. Era um tanto exótico. Seu cabelo, castanho-claro e levemente ondulado, era comprido e caía sobre a testa, formando um arco suave’ -pag 09

Ela descobre que existe outro mundo, em que fadas e elfos existem. De volta a sua casa antiga, conhece Tamani, um elfo super maravilhoso que a deixa completamente balançada, com aquela sensação de já ter conhecido ele em algum lugar. Mas de onde se ele é um elfo, e ela até uns dias trás achava que tudo não passava de contos fantasiosos?
‘Seu rosto parecia uma pintura clássica: maças do rosto claramente definidas sob a pele macia e bronzeada, que parecia combinar mais com uma praia do que com uma floresta gelada e coberta de musgo. Seu cabelo era grosso e negro, combinando com as sobrancelhas e cílios que emolduravam os olhos atentos. (...) Tinha um sorriso tão suave e gentil que fez Laurel prender a respiração. Ela demorou alguns segundos para recuperar a voz’ - pag 82


Forma-se então um triângulo amoroso entre David, Laurel e Tamani. E ao mesmo tempo em que ela tem que entender o que ela realmente é, ela passa por situações em que ela demonstra ser bem mais forte e madura do que aparenta. Além disso, ainda precisa escolher entre os dois gatos.  

As fadas desse livro são completamente diferentes das de outras histórias, que torna o livro ainda mais interessante. Essas de “Asas” podem estar presentes em qualquer lugar, e você nem perceber. Laurel é a prova de como isso acontece!


O livro tem uma leitura super rápida, e muito fofinha. O final é lindo, e deixa com aquela água na boca, e gostinho de quero mais. Não seria uma série se não fosse assim, não é verdade? Aguardo a Bertrand no lançamento da continuação. 



O próximo 'Um outro olhar'... na semana que vem... será especial... aguardem...

0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.