Minhas impressões: Adele - Chas Newkey-Burden @EditoraLeya

Eu me descobri fã de Adele há muito pouco tempo, à partir do ano passado, quando eu vi o clipe de 'Rolling in the Deep', me encantei com a beleza da cantora e de sua voz... Aos poucos fui conhecendo mais suas músicas e depois assisti ao DVD gravado ao vivo no 'The Royal Albert Hall' e me encantei ainda mais... MARAVILHOSO!!!!!
Então, eu no auge do meu momento fã... recebo de surpresa da Pri, Lua de Papel, o livro Adele de Chas Newkey-Burden, e ele saiu furando fila...



Sinopse


Minhas impressões

Eu já disse antes, que Biografia não é um gênero que eu goste muito... exceto quanto o biografado é um dos meus ídolos... o que acontece com Adele... e me diverto muito... não sei se esta biografia é autorizada ou não... não gosto de não autorizadas (ok, sou preconceituosa)... mas pelo que senti é que Chas Newkey-Burden que já biografou Amy Winehouse, Simon Cowel, Justin Bieber entre outros... foi muito consciente e respeito a pessoa da artista... e se for não autorizada... diminuiu o meu preconceito...

Adele tem apenas 23 anos, faz 24 em 05 de maio... sua mãe foi mãe muito nova, tinha apenas 18 anos quando engravidou... seus pais viveram juntos até os 3 anos de Alele... mas ela  manteve contato com o pai e seus avós que moravam no País de Gales... e sofreu muito quando o avó morreu... porque isso afetou não apenas ela mas também seu pai... o que os afastou um pouco... mas com a família da mãe, ela sempre teve muito contato e ela sente muita falta deles quando sai de Londres para seus shows pelo mundo...

Ao ler o livro fui descobrindo e me tornando ainda mais fã desta menina... que lutou para estar onde está e mesmo com todo o sucesso ainda se sente insegura... e sofre as desilusões do amor... como qualquer ser humano normal... uma das frases que o autor do livro usa e que sintetiza o livro e faz uma brincadeira com uma das minhas músicas preferidas de Adele... 'Someone Like you'... Ele diz:

"Em suas apresentações ao vivo, existe pouco limite emocional entre Adele e seus fãs. Você deve amá-la por saber que, apesar de todo o sucesso e fama, ela é alguém como você." pag 14

Chad vai contando como Adele foi descobrindo a música a forma como ela se apaixonou pelas vozes de Etta James, aquela que veio inspirá-la na forma de cantar e até na forma de pentear os cabelos, e de Ella Fitzgerald... e em tudo relacionado a música e até mesmo como foi estudar na BRIT e se tornou bastante popular por lá... todos, ou quase todos, a conheciam e sua risada... que era ouvida a 1 quilometro de distância (me identifiquei com isso, pois minha risada é alta... minha filha caçula, diz que minha risada parece uma ópera)... a BRIT é uma 'escola palco' onde os alunos aprendem a cantar, a atuar, dançar... e que para Adele foi boa... e como Adele usou a internet (MySpace) para encontrar seu caminho... e por onde sua gravadora a descobriu...

" Bieber ainda não havia aparecido em cena quando Adele ingressou no MySpace. Ela ainda não tinha provas de que o efeito do mundo virtual pudesse ser traduzido em sucesso." pag 63

Vamos conhecendo através das músicas de seus álbuns sobre os ex... sobre a vida de Adele... e querendo (pelo menos eu) conhecer e ouvir cada uma das músicas citadas... Adele lançou seu primeiro álbum 19 e logo recebeu um prêmio BRIT (que é um prêmio que é realizado pela escola que ela estudou) e que tantas vezes assistiu como aluna da BRIT...

"... acredito que devo meu sucesso totalmente à BRIT School, por ter me tornado quem sou hoje, por mais meloso e bobo que possa parecer. Porque, apesar de minha mãe ser a pessoa mais incentivadora do mundo, ela não saberia como me direcionar." pag 68

Ela como todas as pessoas famosas sofrem com os paparazzi e com o sucesso e com fãs, mas continua sendo uma menina pés no chão... e madura para a idade...

" ... ela disse 'detesto paparazzi. Para mim, eles são nojentos', e fingiu cuspir no chão. Foi um modo desafiador de expressar sua fúria que fotógrafos insistentes causavam nela. A raiva que sente deles é enorme: um dia, ela foi a uma padaria comprar pão, leite e cigarros. O que era para ser algo corriqueiro tomou uma dimensão surreal: quando ela voltou para casa, encontrou o fotógrafo na escada." pag 127/128

Esta foi uma das partes no livro que me fez buscar o vídeo, para ver a emoção de Adele cantando 'Someone Like You' no BRIT 2011

Para quem já é fã de Adele... indico o livro... para vocês se tornarem mais fãs... e perceberem que ela é 'Alguém como você'... como nós...


Outras Citações


"Na adolescência, não visitava apenas as lojas de discos inglesas, Adele se lembra muito bem de férias muito animadas nos Estados Unidos, com o pai, quando ela tinha 15 anos e foi a uma loja da Virgin Records, na Times Square, Nova York. (...) Na época, parecia um sonho grande demais - mal conseguia pensar em como seria gravar uma música e vê-la sendo comercializada no Reino Unido, muito menos em outros países. Com 21 anos, seus álbuns não só estariam à venda nos Estados Unidos como ela também seria a atração principal em Nova York." pag 32/33

"Na verdade, tem sido difícil conseguir que Adele seja grosseira em relação a outras cantoras. A rivalidade que a imprensa deseja colocar entre as cantoras do sexo feminino não existe. O que existem são certos conflitos e críticas, mas de modo geral - pelo menos da parte da Adele - houve mais demonstração de amizade e de apoio mútuo." pag 107


"Seria difícil não amar uma pessoa que consegue ser tão divertida em entrevistas. Sua voz rouca, sua gargalhada alta e a capacidade de fazer pensar a afastou quilômetros das estrelas cuja indiscutível boa aparência não combina com a personalidade." pag 186


É muito admirável ver uma astista com o caminho da cultura mais clássica aberto para ela dizer, de modo tão crível, que admira artistas com Perry e Riahanna. Se ela se rebelasse contra elas, seria apoiada por muitos. Mas não é o caso. Também não se tem a impressão de que ela esteja sendo apenas educada. Sua personalidade bem-humorada é, de fato, mais adequada para alguém do mundo pop." pag 191

4 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.