Minhas impressões: O Diário da Mariposa - Rachel Klein @A_Planeta

Eu adorei receber o livro... da Editora Planeta, uma surpresa, que veio com um kit de post-it, caneta... super fofo... e tão logo pude, comecei a ler...





Sinopse




Minhas impressões




O livro é em forma de diário, é como se fosse a cópia do diário escrito por uma adolescente de 16 anos que vivia em um colégio interno na década de 60, que havia perdido o pai de forma trágica... convivia com as outras meninas... que tinham cada uma delas, uma loucura, elas fugiam, fumavam, usavam drogas... e no ano que enfim ... consegue ficar no mesmo quarto que a amiga Lucy... coisas estranhas, sinistras acontecem... e ela se vê atormentada com a perda da amiga, com a desconfiança sobre quem é a nova e misteriosa aluna... Ernessa...

O diário é narrado de setembro a maio e vai mostrando a transformação da amizade entre Lucy e Ernessa e em como Lucy vai definhando, mudando o que só traz tristeza e transtornos para a narradora...


Eu fiquei realmente feliz ao receber o livro, mas fiquei com o pé atrás com a sinopse... mas comecei a ler... e senti que apesar do livro ser bom e a história ser envolvente... eu não me envolvi... ando cansada de livros sobre vampiros, quero livros normais, pessoas normais... romances, muito romance... e principalmente finais felizes... o livro é sinistro... e depois de ler livros românticos de minhas autoras preferidas... Paula Pimenta, Nora Roberts, Susan Mallery, Emily Giffin este livro me deixou com uma sensação ruim... mas por favor, entendam que o 'problema' sou eu... que não quero ler livro com muitas 'sombras'... quero fantasias... mas fantasias românticas, suaves, claras e com coisas boas... quero bons livros policiais... bons romances históricos...

Devo confessar que não consegui terminar o livro... desculpe Planeta... parece que o meu estilo de livros está mais para Essência que para qualquer outro...


Citações

"Não tenho certeza se concordo com ele. Mas sempre fiquei intrigada com os diários que as garotas mantêm. Parecem casas de boneca. Uma vez que você olha para eles, o resto do mundo parece estar muito longe, talvez até mesmo inacreditável." pag 10


"Todas as noites eu pensava que não aguentaria outro jantar com ela. Então fui para a escola e a coisa ficou ainda pior. Eu tinha medo de tudo: das outras internas, das professoras das aulas regulares, das de educação física, da Sra. Rood, de todas as regras e sinais. Eu nem conseguia achar os lugares no colégio." pag 24

"Dei uma dormida e Lucy ainda não voltou. Não estou com vontade de sair do quarto e ser sociável. A única coisa que as outras meninas querem fazer é ficar chapadas." pag 32

"Depois de mais ou menos uma hora no museu, eu me senti mais calma, como não me sentia há semanas. De repente, eu não estava pensando em nada. O silêncio em minha cabeça me fez perceber o quanto eu tinha me acostumado com os ruídos." pag 141

"Será que alguém consegue saber o ponto exato onde a realidade acaba e algo diferente, completamente incomensurável, assume seu lugar? pag 219

Promo

A primeira pessoa que comentar neste post que quer conhecer o livro... vai ganhar o livro que eu recebi, com direito a falar o que achou depois aqui no blog.