Minhas impressões: Jogada Mortal - Harlan Coben (Myron Bolitar #02) - @editoraarqueiro

Eu sou fã de Harlan Coben, apesar de só ter lido os quatro livros, lançados no Brasil, da Série Myron Bolitar. Mas posso dizer com toda certeza que para quem gosta de livros com suspense policial, estes são dos bons... são livros pequenos com casos policiais onde o personagem principal, que dá nome à série Myron Bolitar, tenta descobrir, por conta própria, a real verdade sobre os casos.



A série foi lançada meio fora de ordem pela Arqueiro, não entendi até hoje o motivo, mas como agora já temos os primeiro e segundo, em breve o terceiro, sugiro ler na ordem correta que a abaixo:


  1. DEAL BREAKER (Quebra de confiança)
  2. DROP SHOT (Jogada Mortal) 
  3. FADE AWAY (será lançado em setembro/2012)
  4. BACK SPIN
  5. ONE FALSE MOVE
  6. THE FINAL DETAIL
  7. DARKEST FEAR
  8. PROMISE ME
  9. LONG LOST (Quando ela se foi)
  10. LIVE WIRE (Alta tensão)

Sinopse

Minhas impressões

Myron Bolitar é um ex-atleta do basquete profissional, teve bastante sucesso, mas sofreu um acidente e teve que parar de jogar antes da carreira decolar de vez... trabalhou para o FBI, formou-se em direito em Harvard e hoje tem uma agência de representações esportivas, junto de seu amigo, desde a faculdade Duke, Win... Windsor Horne Lockwood III, e ainda da amiga Esperanza Diaz, uma ex-profissional de luta livre, famosa pelas curvas, e bastante competente em seu trabalho.

Em Jogada Mortal, tudo começa no Aberto de Tênis dos EUA, quando Myron está acompanhando a partida de um de seus clientes Duane Richwood, um negro em ascenção no tênis... mas ocorre, durante a partida, um assassinato, de uma ex-tenista que fora bastante famosa e que estava querendo retornar aos torneios e querendo ser agenciada por Myron, Valerie Simpson.

Apesar de Myron não ser ainda o agente de Valerie ele desconfia da forma como ela foi morta e começa a investigar e acaba descobrindo coisas do passado dela, quando, há seis anos, sua carreira entrou em decadência depois do assassinato de seu quase noivo... mas o que Duane tem a ver com a morte de Valerie? Myron não consegue entender, e não consegue largar o 'caso' mesmo com tantas pessoas tentando que ele largue o caso... como o senador, pai do ex-namorado de Valerie, a mãe de Valerie e até Frank Ache, um mafioso do mal... horroroso em suas ações e crimes.

Diversas vezes gargalhei com os diálogos de Myron com os detetives da polícia, o que investiga o caso 'Rolly'  e Jack, o xerife que esteve presente em 'Quebra de Confiança' que acabou se tornando amigo de Myron... e também os diálogos com Win, que está em sua forma habitual de agir e fazer justiça como ele pensa que é a ideal... mas mesmo que Myron não concorde com tudo o que Win faça... eu devo dizer que adoro Win e seu jeito de mauricinho/bad-boy, Myron e Win são perfeitos juntos.

Myron continua com o namoro com Jessica, que é o amor da vida dele, ele é um homem super romântico e fofo... mas vamos ver o que vai dar...

Eu já ando 'descobrindo' alguns fatos antes de acontecerem nos livros, não apenas nos policiais, mas também nos românticos... mas em 'Jogada Mortal' descobri apenas algumas coisinhas, o ritmo do livro é delicioso e o final é surpreendente.

Não vou dizer muito mais, para não estragar a surpresa... do final e do livro.

O próximo livro 'Fade Away' deve sair em setembro... adoro esta série... e adoro Myron e Win.

Antes do lançamento do próximo livro da série, teremos o lançamento do livro que dá início à série sobre o sobrinho de Myron Bolitar, Mickey Bolitar, que conhecemos em 'Alta Tensão' ... o primeiro livro dessa nova série saiu nos EUA em e chega ainda este mês no Brasil, vai se chamar 'Refúgio'... em breve resenha...



Citações

"Win, ou Windsor Horne Lockwood III, juntou as pontas dos dedos de unhas benfeitas. Ele fazia isso bastante, essa pirâmide com as mãos. Combinava com ele. A aparência de Win também não destoava do nome. (...) Em certos aspectos, Win era exatamente o que parecia ser. Mas em outros - e às vezes de forma bastante assustadora - ele não era." pag 09


"- Você está fazendo aquela cara - avisou Win.- Que cara?- Sua cara de 'quero salvar o mundo' - disse Win. - Ela não era sua cliente.- Mas iria ser." pag 14


"- Por favor, Myron, sem ameaças. Não há motivo para tanto. Você não pode vencer. Sabe disso. O preço da vitória é alto demais. Você e Win são apenas dois homens. Dois dos bons, dos melhores. Adversários dignos. Mas Frank tem a mim, para começar. E tem outros. Muitos outros. Quantos homens precisar. Homens sem escrúpulos." pag 132


"Verão e férias escolares. Ainda restava alguma inocência à infância. Hoje em dia as crianças precisavam ser diferentes. Tinham que lidar com armas, drogas, criminalidade e AIDS. Mas uma noite de verão em bairro residencial de classe média podia fazer alguém pensar que os tempos não haviam mudado." pag 138
"Myron seguiu para seu lugar. Foi durante a partida - no quarto set, na verdade - que finalmente descobriu quem havia matado Valerie Simpson." pag 237


"- Nós não somos iguais. Ambos sabemos disso. Tudo bem.- Não está tudo bem - disse Myron.- Sim, está. Se fossemos iguais, não daria certo. A esta altura, estaríamos os dois mortos. Ou louco. Nós nos equilibramos. É por isso que você é meu melhor amigo. E é por isso que amo você." pag 255