Minhas impressões: O chá do Amor - Jennifer Donnelly @EssenciaLivros

Hoje é véspera de Natal... mais tarde postarei algo sobre o Natal, mas este livro é um presente. Sabe aqueles livros que te encantam desde a capa? Pois é, eu comprei o livro, há muito tempo, devo confessar, pela capa... e por ser do Selo Essência. Só agora o peguei, mas não consegui largar... 'O chá do Amor' é um livro 'grande' (579 páginas) mas daqueles livros que te prendem, pela história, pelos personagens...
Sinopse

 

Minhas impressões

Um livro histórico, que se passa ao longo de 10 anos, entre 1888 e 1898, e conta a história de Fiona Finnegan, uma jovem filha trabalhadores londrinos, pessoas simples que vivem com muita dificuldade, próximo as docas do Rio Tâmisa, e que aos 17 anos já trabalha em uma fábrica de chá, onde o pai também trabalha como 'doqueiro' e que acaba ajudando a formar o Sindicato dos Empregados das docas, o que irrita e muito o chefão, William Burton.

"Paddy pensava em sua família. Agora tinha a chance de lutar por ela na linha de frente. Por mais dinheiro, mas também por alguma coisa maior. Por uma chance, por uma voz. Os trabalhadores das docas nunca tinham tido isso. Se recusasse a proposta de Tillet, como poderia conviver consigo próprio sabendo que não fizera o melhor pelos seus filhos?" pag 41

Fiona tem um namorado, seu melhor amigo, desde a infância, Joe Bristow, e com ele sonha, e poupa, para juntos terem uma loja, e quem sabe uma 'cadeia delas'... e então poderão se casar e constituir a família deles.

"Durante anos e anos Fiona e Joe projetaram a lojja na imaginação, embelezando-a e refinando-a, até que o projeto se tornou tão real que eles fechavam os olhos e sentiam o aroma de chá dentro de si." pag 18

Mas a vida de Fiona, assim como a de Joe, muda... dá uma guinada e ela perde quase toda a família, perde a casa, o emprego e até Joe... tentando não deixar seu sonho morrer, ela acaba fugindo de Londres rumo a Nova York para se encontrar com o tio, Michael, que tem uma loja e e com ele e a esposa pode aprender muito. Já no navio ela faz amizade com um homem encantador Nicholas, Nick, Soames, que a ajuda a atravessar o Atlântico e que vai ser por muito e muito tempo parte da nova família de Fiona...

"- Oh, senhor Soames, muito obrigada! Muito obrigada, mesmo! Nós não podíamos esperar mais duas semanas. Ficaremos tão quietos quanto um camundongo, o senhor nem vai notar que estaremos lá." pag 180


"Agora ela só acreditava em uma coisa: no dinheiro escondido em seu corpete. Aquelas libras tinham salvado a sua vida; não Joe, nem Deus, nem seus pobres pais falecidos, nem o sindicato, nem as orações, nem os terços, nem as velas de um pêni." pag 184

Em New York Fiona sofre muito, mas com seu talento e trabalho ela consegue ajudar o tio na loja e ir aos poucos criando a sua tão sonhada loja de chás... e vai conquistando as pessoas, inclusive homens ricos e poderosos, mas também despertando a inveja daqueles que não entendem as pessoas que se fazem sozinhas...

"A vitrina ilustrava para Fiona a primeir e mais importante regra do comércio uma regra que tinha aprendido por instinto com Joe, e com os mercados e as vitrinas das lojas de Whitechapel: crie o desejo por alguma coisa que as pessoas a compram." pag 246


Enquanto Fiona se estabelece em New York Joe vai se estabelecendo em Londres e também vai realizando o sonho dos dois... mesmo com todas as dificuldades que o destino, seus atos e 'coincidências' afastando ele de Fiona, o amor, que ambos sentem um pelo outro nunca os abandona.

"Joe poderia esclarecer tudo se pudesse conversar com Fiona, se pudesse vê-la. Lutaria por isso e não perderia a oportunidade." pag 389


Mas Fiona não se esquece de Joe e nem das coisas ruins que aconteceram em sua vida em Londres, e quando tem a oportunidade de se vingar do seu pior inimigo volta a Londres e consegue...

"- Ainda há uma pendência, senhor Burton - ela disse. Todas as cabeças se voltaram na sua direção." pag 522

O livro é dividido em três partes, a primeira, antes de Fiona ir para New York, quando ela ainda tinha Joe e seus pais; a segunda, sua vida em New York e a de Joe tentando se estabelecerem separadamente; e a terceira, dez anos depois, quando estão ambos, separados, mas bem estabelecidos, e Fiona retorna a Londres para se vingar...


Um livro muito bem escrito, bem empolgante e o mais interessante, é o primeiro livro escrito por Jennifer Donnelly, e faz parte de uma trilogia, claro que já inteiramente lançada em inglês e nada de chegar os outros por aqui...

A Trilogia

  1. The Tea Rose (O chá do Amor)
  2. The Winter Rose
  3. The Wild Rose

0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.