Minhas impressões (MI-92/13): 6 de abril - Sveva Casati Modignani @LeYtoras

Estou um pouco em falta com o blog, semana passada foi meio complicada para postar e provavelmente nesta também, estou sem computador, e ainda com algumas pendências pessoais... mas vou tentando atualizar. Desde já agradeço a compreensão, de quem acompanha o blog.


Eu era parceira do grupo Leya, mas depois acabei ficando apenas com a parceria com o selo Quinta Essência, que publica aqui no Brasil, os livros mais condizentes com o meu gosto e que são os mais publicados no blog, os livros de 'mulherzinha' como algumas pessoas preconceituosas usam de maneira depreciativa, mas eu não me importo, eu gosto mesmo de livros para mulheres, repletos de romance, de amor e de coisas boas, que tenham mistérios ou tramas quentes ou não, o que importa é o AMOR, o romance.


E qual não foi a minha surpresa quando no final do mês de novembro recebi o contato do Grupo Leya com a parceria para o Grupo chamado LeYtoras, selo abaixo, que vai agregar todos os títulos femininos do Grupo Leya. Clicando no selo abaixo você irá curtir a fanpage do LeYtoras, onde você pode conhecer sobre todos estes títulos.

Eu venho falando de vários destes títulos aqui no blog há bastante tempo, e hoje trago mais um livro que vai encantar várias mulheres no Brasil.

Sinopse

Minhas impressões

Eu amei a capa, e a sinopse me chamou a atenção... mas mesmo tendo lido a sinopse me surpreendi com o livro, uma história de mulheres, com histórias de luta, de sofrimentos... me identifiquei com todas elas de certa forma, por todas elas serem mulheres com dificuldades de exporem, de se relacionarem e até mesmo de entenderem seus sentimentos.

"- Onde se meteu aquela moça viva, atrevida, sorridente, adorável, capaz de me comover e de me fazer sofrer? - sussurrou ele, pegando-lhe na mão.
- Eu mudei, mas não ao ponto de me tornar outra pessoa. Aliás, estou aprendendo a me conhecer, a  me aceitar e a gostar de mim. E é um trabalho longo e cansativo, sobretudo para alguém que está sempre com pressa de chegar sabe-se lá onde." posição 94%

Irene ... foi agredida dentro de uma igreja em Milão e perdeu a memória... a polícia demorou um pouco para descobrir sua identidade, e quando descobrem, ela já está começando a lembrar alguns detalhes do passado, e um dos policiais, na realidade o comissário de policia, era um grande amigo, eles quase se casaram, de moça... o reencontro é bonito e a ajuda um pouco mais na recuperação da memória.

"-Faz alguma ideia de como me sinto? As minhas recordações vão surgindo como folhas trazidas pelo vento." posição 25%

Enquanto Irene vai recuperando a memória, o livro vai ficando meio confuso, misturando as lembranças dela, com as histórias das vidas de sua avó, Agostina e sua mãe, Rosanna. Irene, a filha; Rosanna, a mãe e Agostina, a avó... viveram e amaram e sofreram, e seus maridos, amantes, namorados se apaixonam e elas não conseguiram retribuir da forma que queriam ou em alguns casos, deveriam.

"- De todos os meus filhos, aquela de quem mais gostei foi a tua mãe, e também foi ela quem me fez sofrer mais. Era uma tonta, mas a culpa não era dela - sussurrou Agostina.
- Era alcoólatra - replicou Irene, contendo um bocejo. Tinha sono, mas sabia que a avó não a deixaria dormir.
- A culpa não era dela - insistiu a velha.
- A culpa era de quem, então?
- Eu é que sei." posição 21%

Achei o livro meio 'colcha de retalhos', confuso no princípio, mas com uma história envolvente e comovente. A tradução ainda tem bastante características portuguesas (de Portugal), mas que não afeta em nada a compreensão do livro.

Apesar de eu achar que caberia pelo menos mais um capítulo para um final mais interessante e feliz, não que o final tenha sido triste, minha classificação será, algo entre 3 e 4... vou tentar criar uma nova classificação entre bom e muito bom, rsrs
BOMMUITO BOM

Alguém me sugere uma nova classificação? Entre bom e muito bom? 

12 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.